O Rappa faz show inesquecível em Santos

No último sábado, 28 de junho, a banda carioca O Rappa se apresentou em um mega evento no Terminal Concais, em Santos.

O show, que durou aproximadamente 3 horas, animou os pouco mais de 12 mil espectadores que estiveram presentes e vibraram juntos com o vocalista Falcão, que fez uma apresentação inesquecível. Misturando rits mais antigos como "Minha alma" e "Lado B Lado A" a sons atuais como "Anjos", carro chefe da tour nacional "Nunca tem Fim", o show agradou à todos os fãs da banda.


Abriram o show o grupo Conexão Baixada e o DJ Renatinho.

O ponto negativo do show foi a falta de organização para pegar bebidas. Logo no começo do show já era uma grande dificuldade para quem tinha a intenção de acompanha-lo bebendo uma cervejinha. Fica aqui nossa observação para que em futuros eventos esse problema não volte a acontecer


Sobre o “Nunca Tem Fim”, mais novo trabalho d’O Rappa:

Após turnê que acumulou dois Lollapaloozas e shows pelo Brasil, O Rappa está de volta à estrada para apresentar “Nunca Tem Fim...”, seu mais recente trabalho.

Em seu novo disco, O Rappa sonoriza a força que o brasileiro emprega em seu dia a dia, em cada uma de suas batalhas. Em terras tão arredias com os que mais precisam, soa como uma feliz teimosia. Feito isso, estabelece fé e esperança como balizas, que espelham um caminho que se percorre sempre pra frente, guiado por um norte de positividade, de dias melhores.

Para vestir esses sentimentos, melodias esculpidas em dub, reggae, rock e hip hop. O denominador comum desses sons é o DNA d’O Rappa, que costura esses elementos com novos acessórios, como solos de guitarras mais presentes, loops e programações variadas, metais e timbres até então não explorados e até uma menção a um clássico de Bebeto, maestro do samba-rock.

Os dois primeiros singles, que já davam amostra do que vinha por aí, foram muito bem recebidos pelo público. “Anjos (Pra quem tem Fé)”, tem mais de 5 milhões de views no YouTube e, assim como “Auto-reverse”, o segundo single, ocupou a posição das mais vendidas no iTunes.

Com essa bagagem, O Rappa reencontra a estrada com a turnê “Nunca Tem Fim...”. O novo cenário utiliza containers como telas para projeções mapeadas, tecnologia que permite o total controle das imagens. Fruto de um trabalho conjunto de direção de arte da DUO2, que já criou para os palcos de Ozzy Osbourne e Rod Stewart, e Cassio Amarante, que já assinou a direção de arte de filmes como “Central do Brasil”, “Som e Fúria” e “O Ano Em Que Meus Pais Saíram de Férias”, o palco é uma experiência expandida da apresentação da banda.
São imagens que orbitam o universo d’O Rappa e mesclam com maestria poesia e crítica social, como o que é visto num provocativo game que procura por Amarildo, ajudante de pedreiro desaparecido na Favela da Rocinha, Rio de Janeiro. O arremate fica por conta da iluminação concebida por Danny Nolan, que tem em seu vasto currículo shows como os dos 30 anos do The Police.

A nova turnê é acompanhada pelo lançamento de um aplicativo da banda, que entrega na palma da mão do público todas as informações ligadas ao Rappa e promove a interação entre os fãs. No repertório das apresentações, as novas músicas dividem o palco com os clássicos de 20 anos de estrada. Todas as datas estão disponíveis no site da banda: http://www.orappa.com.br/agenda/.

Nenhum comentário:

Postar um comentário