Proteção é fundamental para aproveitar o verão



Nessa época de muito sol e praia, grande parte das pessoas buscam estar com o bronzeado perfeito e acabam ficando horas expostas ao sol, muitas vezes sem a proteção adequada.


É sempre muito importante lembrar que o câncer de pele é o tipo de tumor mais incidente na população - cerca de 25% dos cânceres do corpo humano são de pele. Existem basicamente dois tipos de câncer de pele:


não-melanoma - que é o mais comum e raramente causa a morte do paciente


melanoma - é o mais raro, mas em compensação é responsável por 3 em cada 4 mortes por câncer de pele


O câncer de pele é um tumor formado por células da pele que sofreram alterações e multiplicam-se de maneira desordenada e anormal, dando origem a um novo tecido, a neoplasia. Entre os fatores que causam essa alteração, aparece como principal agente a exposição prolongada e repetida à radiação ultravioleta do Sol. Por esse motivo é tão importante tomar os cuidados necessário ao curtir um lindo dia ensolarado.


As pessoas que se expõem ao sol de forma prolongada e freqüente, por atividades profissionais e de lazer, constituem o grupo de maior risco de contrair câncer de pele, principalmente aquelas de pele clara.

Sob circunstâncias normais, as crianças se expõem anualmente ao sol três vezes mais que os adultos. Pesquisas indicam que a exposição cumulativa e excessiva durante os primeiros 10 a 20 anos de vida aumenta muito o risco de câncer de pele,mostrando ser a infância uma fase particularmente vulnerável aos efeitos nocivos do sol.

Para a prevenção não só do câncer de pele como também das outras lesões provocadas pelos raios UV é necessário evitar a exposição ao sol sem proteção. É preciso incentivar o uso de chapéus, guarda-sóis, óculos escuros e filtros solares durante qualquer atividade ao ar livre e evitar a exposição em horários em que os raios ultravioleta são mais intensos, ou seja, das 10 às 16 horas.


Para aproveitar o verão da melhor maneira e sem preocupações, temos que levar à serio os cuidados, pois o câncer de pele não é moleza.


Fonte: Ministério da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário