Câmara Temática de Políticas para as Mulheres discute sobre Pacto Nacional



Bertioga sediou o encontro que aconteceu nesta terça-feira (08), no Espaço Cidadão-Centro
A Câmara Temática Especial de Políticas Públicas para as Mulheres, do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb) realizou, nesta terça-feira (08), reunião itinerante em Bertioga. O encontro aconteceu no Espaço Cidadão-Centro.

Além de Bertioga, estiveram presentes representantes das cidades de Santos, Praia Grande, Guarujá e da Secretaria do Estado de São Paulo. O prefeito Mauro Orlandini e a vereadora Beth Consolo prestigiaram a reunião e comentaram sobre a importância da discussão sobre políticas públicas voltadas para as mulheres.

Para Orlandini, reuniões como a da Câmara Temática Especial de Políticas Públicas, são importantes para o exercício da democracia. “São reuniões de peso e de extrema responsabilidade, onde envolvem decisões. Nosso governo se preocupa com o fortalecimento dos Conselhos Municipais, por acreditar que esse espaço é de reflexão e de importância para a sociedade”, frisou.

“Quando assumimos, havia apenas quatro conselhos, hoje já são 23. Acredito que da forma que montamos e a importância e seriedade que damos aos conselhos, a Casa dos Conselhos nunca vai acabar”, lembrou.

A presidente do Conselho dos Direitos da Mulher, Lúcia Campos, também acompanhou a reunião e considerou o encontro extremamente importante para a troca de experiências e informações sobre programas de atendimento voltados para a mulher.

“Bertioga é uma cidade em pleno desenvolvimento. Temos alguns casos de violência contra as mulheres, que precisam ser debatidos. As mulheres precisam de informação, denunciar o agressor é uma situação complicada que deve ser discutida. Não temos casa de apoio no Município, precisamos desse local com urgência”, disse.

Para a coordenadora da Câmara Temática Especial de Políticas Públicas, Eugênia Lisboa, que é assessora de Políticas Públicas para as Mulheres, da Prefeitura de Guarujá, quando a rede se une para discutir sobre violência contra mulher, cada um trabalhando a sua responsabilidade fica mais fácil.

Eugênia também lembrou sobre a assinatura ao Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência contra a Mulher, que consiste num acordo federativo entre o governo federal, os governos dos estados e dos municípios brasileiros para o planejamento de ações que visem à consolidação da Política Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, por meio da implementação de políticas públicas integradas em todo território nacional.

“Santos assinou o acordo. São Paulo assinou há três anos. Esse convênio deve ser assinado pelas cidades.
Depende da vontade política de cada prefeito. No próximo dia 06 de dezembro, Santos deverá sediar um encontro regional do Conselho Estadual da Condição Feminina”, salientou.

Também foi discutida, no encontro, a proposta de uma reunião conjunta com a Câmara Temática de Assistência Social, e informe das prefeituras sobre as ações do ‘Outubro Rosa,’ que têm como objetivo promover ações de prevenção e orientação sobre os riscos e a necessidade do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Câmara Temática
A Câmara Temática Especial de Políticas Públicas para as Mulheres tem o objetivo de fortalecer os organismos de políticas públicas para mulheres nos municípios. O grupo é formado por representantes das nove cidades da Baixada Santista.



Fonte:Assessoria de Imprensa da AGEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário